segunda-feira, julho 08, 2013

Resenha do filme: Dezesseis Luas.

Postado por Ser ou Não Ser às segunda-feira, julho 08, 2013

Ontem à noite assisti ao filme "Dezesseis Luas", até que achei um filminho gostoso de assistir, ouvi alguns comentários sobre ele comparado com o "Crepúsculo" e realmente quem achava que eles estavam querendo imitar viajou nessa ideia, porque o filme não tem nada a ver com isso, a não ser pelo fato de ambos serem histórias que mechem com fantasias, porque de resto é totalmente diferente.

Crítica:
É um filme bem juvenil, eu esperava um pouco mais dele, mas também não o assisti com muitas expectativas, porém eu gostei rs' ele é bonitinho, nada mal pra um domingo à noite, trás uma história legal, que envolve sacrifício, amor, persistência, preconceito e força de vontade. É um filme gostoso de assistir, mas é "simples" comparado à outros, não chegaria nem perto de um OSCAR, mas traz uma bela mensagem, o final para mim foi o melhor, ele te surpreende.


Resenha:
Ethan é um adolescente que não vê a hora de sair da sua cidade natal, e é assombrado toda noite no seu sonho por uma garota, ele vive em Gatlin um pequeno vilarejo onde as pessoas que moram lá são totalmente intolerantes com qualquer coisa que não seja da igreja. Num dia Lena Duchannes se muda para lá, ela vem de uma família misteriosa, mas que fundou aquele vilarejo, por causa do seu tio que vive isolado na própria casa e que dizem ser satânico, todos os moradores de Gatlin começam a implicar com a garota e também pelo seu passado ser um pouco conturbado, pois desde seus 4 anos de idade vive se mudando e cada lugar que ela vai acontece algo sobrenatural, e isso vem se agravando a pouco tempo. Ethan não concorda com o resto do povo e começa a querer se aproximar de Lena e descobrir um pouco mais sobre essa menina misteriosa, os dois acabam se apaixonando e descobrindo que esse amor vem ha muito tempo, só que eles precisarão enfrentar uma terrível maldição para ficarem juntos. Será uma luta entre o bem e o mal para Lena.


Moral do filme:
Mostra que os maiores gestos de amor são quando não nos importamos com a nossa felicidade, mas sim com a felicidade do outro, quando a vontade de ver o outro bem e protegido é maior do que qualquer dor que ficar longe dele irá nos causar, mostra também que o amor que a nossa família tem por nós é muito grande, se for preciso morremos e matamos para proteger quem amamos. O mal pode usar muita gente boa para lhe atingir, fique esperto(a)!. E que enfim, na nossa vida, se seremos bons ou ruins, se iremos para o caminho certo ou errado, somos nós mesmos quem decidimos, não é porque todo mundo fala que você é bom ou ruim que você irá ser, isso é você quem define! 

Sinopse:
Ethan Wate (Alden Ehrenreich) é um estudante do colegial que mora em Gatlin, um pequeno vilarejo na Carolina do Sul. Ele vive isolado dos outros jovens em uma sociedade intolerante, perturbado pelos sonhos com uma garota misteriosa. Um dia, uma nova adolescente chega ao local: Lena Duchannes (Alice Englert), que também tem problemas de adaptação. Logo, os habitantes de Gatlin descobrem que ela possui poderes sobrenaturais. Ethan e Lena se apaixonam e agora devem lutar contra uma maldição se quiserem ficar juntos.

E então o que acharam? 

Beijoos :**






2 comentários:

Meiryelli de Oliveira on 08 julho, 2013 17:57 disse...

pensava que era a unica que já tinha assistido

Ser ou Não Ser on 08 julho, 2013 22:39 disse...

haha poucas pessoas já assistiram ne rs

Postar um comentário

 

Tudo em um Copyright © 2012 Design by Amanda Inácio Vinte e poucos