terça-feira, agosto 27, 2013

Mas não é nada de mais.

Postado por Ser ou Não Ser às terça-feira, agosto 27, 2013
É medo sabe, por mais que tenha sido algo bobo, as vezes coisas bobas podem ser a causa de grandes decisões, e tenho medo por isso, mas não consigo guardar pra mim, que ódio as vezes eu tenho de mim de ter a necessidade de ser tão sincera com você as vezes, que raiva eu tenho de não conseguir guardar nada para mim e ter que sempre contar tudo à você para que assim eu me sinta bem, você não é assim, então porque eu tenho que ser? Tá, você está começando a ser, mas eu não queria me sentir mal por não te contar coisas bobas que talvez você não vá gostar de saber por ciúmes, mas que eu sinto a necessidade de contar e eu sei que você por mais que não vá gostar, não gosta ainda mais quando não te conto, mas daí vamos brigar, eu vou me sentir mal, e depois vai passar...eu espero, afinal, não foi nada de mais, é que sou eu mais uma vez com a minha infeliz mania de ser sempre simpática e prestativa, que as vezes me deixa toda enrolada em situações que não crio por mal, um gesto "bom" mesmo sabendo que você não iria gostar, mas o que eu poderia fazer? Iria ser totalmente "chato" se eu recusasse ajudar alguém, eu me sentiria mal, e agora me sinto mal não por ter ajudado, mas por não ter te contado...ai que vida, porque tenho que ser tão indecisa e complicada? Você age com tanto ciúmes que me passou esse ciúmes e me faz sentir mal por coisas e com "medo" de te contar e você ficar bravo/chateado comigo, ninguém me disse que seria tão complicado assim, ainda mais com esse meu jeito totalmente estranho de ser. Acho que nunca irá me entender, apesar que eu também não tiro sua razão porque agora eu, de tanto você me cobrar, aprendi a cobrar também, por isso entendo você, mas ao mesmo tempo me entendo também, e com isso fico sem sair do lugar, será que alguém consegue me entender? Medo de contar e te deixar bravo, e necessidade de contar e tirar isso da minha cabeça. Ô vida, porque tão complicada? Porque me faz ser tão indecisa, sincera e estranha?Mas nós já sabemos o fim, eu suporto tudo, menos a minha consciência pesada, já sabemos que irei lhe contar, então que seja logo para não dificultar mais as coisas, mas espera, não é nada demais, se explicado, não é nada de tão grave afinal, mas que talvez por algo bobo possa ter se tornado. Ai vida, são tantas coisas que acontecem na minha vida, que um dia ainda acho que me deixará louca.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Tudo em um Copyright © 2012 Design by Amanda Inácio Vinte e poucos